Hairbar

Wiñk

RVA Advogados

Vinhos Aperto

Juntos à Mesa

Restaurante Santos

Maria Muñoz

It was in 2012, a period when the crisis promised to steal her dreams, that she decided to be a little more stubborn, daring and went against the impossible!

She idealized and created the BLAU AGENCY, that exists and persists until today, result of lots of sacrifice, dedication and passion.

She always knew from an early age that managing her own projects and achieving creative freedom without any imposition, would be one of the main goals to be achieved in her life. And it is with pride, that today he shares the same dream with his current partner and friend, Tiago..

There is so much softness in saying nothing and everything is understood.

Facing this project as a passion and not as a job, is reflected in the daily complicity that exists in the team.

Sharing experiences and knowledge, between conversations of endless hours about the origin of the Universe, the Theory of Relativity and the deeper themes of life as - What are we even doing here? Are there coincidences or everything happens by chance? – is how Maria and Tiago relate to each other at work and outside office doors.

Blau was a project dreamed by her, but built by both - for the world.

To feel is to be distracted.

Nicknamed catastrophic, Maria is sometimes a little bit distracted in life, but very perfectionist and demanding at work. Not a day goes by without stumbling on the street, breaking something, losing her home keys or forgetting her wallet at the café… But she doesn’t deliver a project without guaranteeing that there are no flaws, even if it takes hours to reach perfection.

They say that to feel is to be distracted. And to feel is to absorb, to look at the world in a different way, to other paths and details that are not visible at first. It is in this distraction that creativity lives ... and this is where everything starts and where everything is possible.

Tiago Campos

It was in 2013 that he finished his academic path with distinction and graduated in Communication Design.

Astro photography is one of his passions and it’s on the moon where his head usually be.

After a few years of working in the area, stuck to what he no longer aspired to, he decided to change course.

It was in 2018 that in the chance of life,that the stars got together and the meeting with a friend - Maria - led him to join this company and be part of the BLAU team.

To feel is to create. Feeling is thinking without ideas. Therefore, to feel is to understand!

He believes that creative freedom and quality are achieved in daily team work.

Results come from challenging ourselves and seeking excellence.

To Feel is to create and understand… and that's where everything starts and where everything is possible.

Tiago Campos

Foi em 2013 que terminou com distinção o seu percurso académico e se formou em Design de Comunicação.

A astro fotografia é uma das suas paixões e é mesmo na lua que a sua cabeça costuma estar.

Depois de alguns anos a trabalhar na área, preso ao que já não ambicionava, decidiu mudar de rumo.

Foi em 2018 que no mero acaso da vida, os astros se juntaram e o reencontro com uma amiga - a Maria - o levou a entrar nesta empresa e a fazer parte da BLAU.

Sentir é criar. Sentir é pensar sem ideias. Por isso, sentir é compreender.

Acredita que é no trabalho diário de equipa que se atinge a liberdade criativa e a qualidade.

É na entrega total aos desafios que se mostra a excelência nos resultados.

Sentir é criar e compreender….e é aí que tudo pode começar e onde tudo é possível.

Maria Muñoz

Foi em 2012, período em que a crise prometia roubar-lhe os sonhos, que decidiu ser um pouco mais teimosa, ousada e contrariou o impossível!

Idealizou e criou a agência BLAU que existe e persiste até hoje, fruto de muito sacríficio, dedicação e paixão.

Sempre soube desde cedo, que gerir os seus próprios projetos e alcançar a liberdade criativa sem imposições, seria um dos principais objetivos a alcançar. E é com orgulho que hoje partilha o mesmo sonho com o seu atual sócio e amigo, Tiago.

Há tanta suavidade em nada dizer e tudo se entender.

Acreditar neste projeto como uma paixão e não como um trabalho reflete-se na cumplicidade diária que existe na equipa.

É através da partilha de experiências e conhecimento, entre conversas de horas intermináveis sobre a origem do Universo, a Teoria da Relatividade e os temas mais profundos da vida como - O que andamos mesmo aqui a fazer? Existem coincidências ou é tudo mero acaso? – que a Maria e o Tiago se relacionam no seu trabalho e fora das portas do escritório.

A Blau foi um projeto sonhado por si, mas construído pelos dois – para o mundo.

Sentir é estar distraído.

Apelidada de catastrófica, a Maria é por vezes distraída na vida, mas muito perfeccionista e exigente no trabalho. Não passa um dia sem tropeçar na rua, partir um “bibelot”, perder as chaves ou esquecer-se da carteira no café…Mas não entrega um projeto sem garantir que não há falhas, mesmo que leve horas a atingir a perfeição.

Dizem que sentir é estar distraído. E sentir é absorver, é olhar o mundo de outra forma, para caminhos secundários e detalhes que não são visíveis à primeira vista.

É nesta distração que mora a criatividade... e é aí que tudo pode começar e onde tudo é possível.